Ainda era ontem.

Hoje me peguei chorando por uma música. Ainda não sei se foi pela música, pelo Bukowski recém fechado ou por estar sozinha, mesmo sem estar sozinha. O que eu sei, é que não chorava atoa desde os meus 17 anos, quando a poesia estava nas esquinas, na veia, nas bebidas e nas pessoas.

E o que sou eu afinal, sem poesia? Um copo vazio, uma pessoa vazia, uma esquina vazia…

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s