O passarinho

Era uma gaoila tão linda, feita com tanto carinho e amor, construída pra nunca mais acabar… e quando eu abri a porta, achando que ele ia ficar,  acordei sozinha.

Eu amo tanto a libredade, que não poderia ser feliz tendo um passarinho na gaiola. Como doeu abrir a porta e ver ele voar, como doi nunca mais ouvir ele cantar de manhã, nunca mais ele vai enfeitar minha vida de cores e alegria. Nunca mais eu vou me sentir culpada por cortar-lhe as asas.

Anúncios

Um comentário sobre “O passarinho

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s