Já fugi pra dentro de mim,
do rosto no espelho.
Já fugi de mim.
Já fingi que estava tudo bem
e tentei estar.
Já fui-me embora pra Pasárgada,
já voltei de lá.

E ainda não sei qual busca arrenegada é esta
a me colocar sempre em fuga.

.

09:31 am

muita tosse, duas canecas de café, um pedaço de bolo de fubá que eu não consegui comer todo. Um pouco de saudade, uma dúvida agonizante, declarações de amor escritas em “gringo” e mais tosse.

.

versinho de cafeteria.

Sabe de uma coisa…
eles também nos querem (o seu cigarro e o meu café)
mas preferem se esconder,
no escuro, vazio e frio, da noite.

Acham, que amor é isso.
ver-nos penar,
a ausência deles.

Nem me fale em amor…
que amor é isso.

 

kahlua
foto: Luciano Ferreira

 

.