O cara do meu lado, franziu a testa, e apaticamente resmungou: “- esse povo é doente”. Então eu sorri, e quase chorei de emoção. Porque o “doente” estava a rodar uma bandeira do galo num sol de meio dia, no pirulito da praça 7.

… Foi a coisa mais linda que eu vi hoje.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s