Você é tão bonito, que eu poderia ficar aqui, te olhando… até sempre. sem saber, o porquê, só de ver, eu fico querendo sair de mim e ficar em você. no seu cheiro, na sua língua, rima, verbo. No avesso, do teu verso. Ah! essa prosa vadia. que me arrasta, comove, complica, arde, alivia. depois… esquece, cala. e me deixa. maluca. num canto qualquer.

.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s