Baixa umidade.

Essa coisa seca, que rasga e sangra. Esse plano alto que não tem começo, nem fim. Essa terra vermelha, que insiste em deixar marcas, esse vento cretino, que vem, levanta minha saia, despenteia meu cabelo e corre. Esse maldito calor, que me come viva. Ah… se não fosse tu, sertão. Aonde mais eu acharia, esse verbo “ser” tão…

.

Anúncios

3 comentários sobre “Baixa umidade.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s