metafísica

tenho preguiça das pessoas. feito pinguins em geladeiras. mórbidas, frias, enfeites que não vivem. frágeis vidros vagabundos. em vitrines de liquidação.

tenho medo do óbvio, do discreto, da caneta na mão. receituários tarja preta, contas de padaria, traqueostomia improvisada.

Entre dedos, preguiças, medos e anéis,
o mundo gira, com os vivos, e com os mortos. fazendo horas. drogas. doces. de padarias.

as pessoas tontas.
continuam miseravelmente, suportando simplesmente
o hábito de existir.

.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s