04:58 am

os postes parecem estrelas, e minhas pernas dormentes não sentem sono.
estou asfixiada, queria dizer tanta coisa, que não pode. E sempre digo o que não posso. Posso o que quero. Ontem disse, hoje ainda é ontem. E minha vista embaçada perde o juízo, como o dia perde a noite.

melhor dormir, antes de dizer o que não pode.

Anúncios

4 comentários sobre “04:58 am

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s