marcelo

De tanta organização se bagunçou. Por toda explicação se complicou. De tanto amor, derramou, deseperou, chorou, choveu, chegou, abraçou, dormiu e acalmou.
psiu… é que ele dorme tão lindo.

… por cada centelha, de um céu sem telha, sem muro, sem rumo, sem hora, sem paz, sem paciência,  sem limite, sem teto, sem ar!
credo, medo?!

… Enlouqueceu!
esqueceu da pressa??? da festa, do absurdo, do seguro.
Corre! Anda! desanda. Anda Ana, Anda!.

Escureceu…
… “e o farol fecha.”

cadê seu relógio? cadê sua agenda? cadê seu umbigo? cadê seu cartão de milhagem?
tonto! pra onde foi sua conta? … aquelas contas todas.
cadê???

Anúncios

4 comentários sobre “marcelo

  1. Fazia tempo q. eu não passeava por aqui..
    para colher sua alegria e seus versos leves.

    * Minha amiga Cristiane disse q. vc escreve muito bem.
    indiquei seu blog pra ela.

  2. Cadê o chão? Cadê tu?

    Cadê quem toma conta de mim?

    Que de tanto organizar…esqueço o que é sentir…

    Ou sente tudo desorganizado num frenesi de amor e ódio…

    No meio de contas, agendas, relógios e um telefone que não pára de tocar…fico perto de ti pois tu me dá paz…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s