para o inferno!

Me esqueci do tempo, do juízo. Das letras que viram rabiscos sem se importar com o nexo e a loucura. Não foi pretexto, nem sede. Mas fiquei deitada no chão… enquanto esfriava o café sobre o livro, bagunçado pelo vento e pelo desleixo. Era o café tão forte e frio quanto meus pés. E todo o resto… que me fez compania enquanto chovia e me esquecia. de mim e da música.

Depois da chuva, quem sabe a cor dos guarda-chuvas? e o caminho de volta. As cores sabem… que ninguém vai contar estrelas, depois da chuva! Sabem mais.. bem além do arco-íres.

apaguei a luz para me clarear. aumentei a música, mas um silêncio desgraçado ainda gritava. entendi pra esquecer… no fim, enfim. é assim…

que vão para o inferno! todas as coisas inversamente proporcionais!

que o café vá para o inferno!
e eu também.

Anúncios

Um comentário sobre “para o inferno!

  1. pp… me deu a impressão q vc tava bem triste qdo escreveu esse texto ai. tá acontecendo alguma coisa?
    conta sempre cmg viu?!
    tirando isso eu gostei do texto… q dizer… do final não!
    acho q deveria ser assim…

    q o café frio vá p inferno( pq o quente n merece neh?!)!
    e eu consiga chegar ao céu.

    PP.. espero q vc alcance td q palavra céu significa!
    rezumindo… mta paz e felicidade!
    te amo!
    ;*

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s